Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic

“Open 2018”

Na visão de Tiago Heck (HeadCoach da CrossFit Sampa), um dos principais nomes do CrossFit no Brasil. "Realmente foi um Open diferente dos outros 7 (o primeiro foi em 2011).

O ponto fraco foi colocar Dumbbell em 3 provas e trocentos DU. Ponto forte foi colocar uma máxima só se fizesse os burpees antes. A melhor coisa dessa competição on line é o salto qualitativo que os atletas dão no seu “CrossFit”, depois de participar dela.Isso acontece em todos os níveis, do iniciante ao atleta de elite.

Só do Iniciante ser obrigado a realizar os movimentos com a amplitude correta já vale a participação. Ele também tem a grande oportunidade de realmente saber seu potencial. Já os alunos mais malandros dos wods do dia a dia do box, são obrigados a fazer o número certo de repetições, o que é lindo de ver também. Muitos tomam como meta logo após o Open, levar mais a sério os treinos, respeitar mais a parte técnica, as progressões e as porcentagens."

Wod:Chipper

50 calorias remo 40 air squat 30 push press 40 air squat 500 mts corrida

Complemento: alongamentos gerais e rolinho.

Bora treinar!!!Direto do túnel do tempo!!!O legado do Open!!!Better than yesterday!!!3 2 1 GO!!!

Cada dia um treino, cada treino um desafio

©CrossFit Cuesta by Mateus Ferraz. Feito para uso exclusivo do ©CrossFit Cuesta.  

Todos os direitos reservados a ©CrossFit Cuesta.