Featured Posts
Recent Posts
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic

Dia de usar o cinturão,...

...mas você sabe quando e porquê usa-lo???

A ação do cinto durante o exercício tem como principal função, o aumento da pressão intra-abdominal, contribuindo assim para a estabilidade do tronco, o que poderia favorecer o desempenho dos exercícios realizados em pé e com cargas elevadas.

O cinto é acessório quase que obrigatório para os levantadores de peso olímpico e atletas de powerlifting, modalidades estas, que exigem dos atletas, altos níveis de força e estabilidade do tronco pela ação dos músculos estabilizadores dessa região.

De fato, as análises realizadas sobre o efeito do cinto no treinamento de força são em sua maioria sobre o exercício agachamento livre, realizado em altas cargas (acima de 80% de 1 repetição máxima). As dúvidas se apresentam sobre o aumento ou não, da atividade dos músculos estabilizadores como reto abdominal, oblíquo externo e eretores da espinha que, em alguns estudos, parece ser aumentada, mas em outros não demonstram qualquer modificação, mesmo que de alguma forma seja observada o aumento da pressão intra abdominal.

Outra variável importante observada com o uso do cinto é um aumento da velocidade do movimento quando comparado ao exercício feito sem o cinto, neste caso, o uso do cinto pode favorecer as atividades que tenham como objetivo, o desenvolvimento da potência muscular, mesmo que a atividade muscular dos estabilizadores não seja aumentada com a utilização do acessório.

Um erro comum do uso do cinto é utilizá-lo em exercícios que não exigem estabilização do tronco, como os realizados sentados ou com cargas baixas (menor do que 60% de 1 repetição máxima), e questiona-se também um possível dependência, até certo ponto psicológica, de se produzir altos níveis de força apenas com o uso do cinto.

Apesar de não serem visto contra indicações na sua utilização, independente do uso do cinto, sugere-se que um trabalho de fortalecimento dos músculos estabilizadores como reto abdominal, oblíquo externo, eretores de espinha, transverso, seja realizado em conjunto com o exercício principal, priorizando a técnica correta do movimento e um planejamento coerente na progressão das cargas de trabalho.

Wod:

Realizar a sequência de deadlifts descrita abaixo: 5 - 55% 5 - 65% 5 - 75% 5 ou + 85% Score: a soma das cargas e o números de repetições a mais na ultima sequência.

Complemento: Dia de rolinho e cordinha.

Bora treinar!!!Tragam o cinturão!!!Priorize a técnica correta do movimento!!!Better than yesterday!!!3 2 1 GO!!!

Cada dia um treino, cada treino um desafio

©CrossFit Cuesta by Mateus Ferraz. Feito para uso exclusivo do ©CrossFit Cuesta.  

Todos os direitos reservados a ©CrossFit Cuesta.